Metrologia Industrial Aplicada a Calibrações e Ensaios – Ref.ªMIACE

373.00

Catim

Partilhar

Descrição


Idade Mínima: 0
Idade Máxima: 0
Situação:
Habilitações Mínimas:
Habilitações Específicas:


No final da ação os formandos deverão ser capazes de:
– Organizar e gerir o sistema de gestão do equipamento de medição;
– Identificar os princípios metrológicos teórico-práticos, em particular os relacionados com calibração de instrumentos de medição, utilização e manutenção de padrões.


CATEGORIAS DA METROLOGIA
– Científica, industrial e legal
– Rastreabilidade
CONCEITOS TEÓRICOS ESSENCIAIS
– VIM 2012, Vocabulário Internacional de Metrologia
– SI, Sistema Internacional de Unidades
– Algarismos significativos e arredondamentos
GESTÃO DE EQUIPAMENTOS DE MEDIÇÃO – REQUISITOS PARA PROCESSOS DE MEDIÇÃO E EQUIPAMENTOS DE MEDIÇÃO NP EN ISO 2012
ERRO E INCERTEZA NAS CALIBRAÇÕES
– Origens, tipos de erro e correção
– Erro e incerteza
– Fontes e tipos de incerteza padrão tipo A e tipo B
– Estatísticas de localização de uma amostra
– O coeficiente de sensibilidade
– Graus de liberdade
INSTRUMENTOS DE MEDIÇÃO
– Principais características dos instrumentos de medição
– Boas práticas de utilização dos instrumentos
CALIBRAÇÕES E ENSAIOS – ESTUDO DE CASOS DA METROLOGIA
– Procedimento para a calibração e ensaio
– Estudo de caso de uma calibração e/ou ensaio nas áreas de:
– Máquinas de Medição por Coordenadas 3D
– Dimensional
– Grandezas Elétricas
– Massa, Força e Pressão
– Temperatura e Humidade
– Análise da incerteza de uma calibração e/ou ensaio
– Análise e interpretação de certificados de calibração e/ou ensaio

NOTA: Nos estudos de casos os equipamentos a analisar poderão ser:
– Manómetro/Dinamómetro (Força e Pressão)
– Instrumentos de pesagem (Massa)
– Termómetro/Termo-higrómetros (Temperatura e Humidade)
– Paquímetros/Micrómetros/Blocos Padrão (Dimensional)
– Sutas/Ensaio dimensional e geométrico de peça (Máquinas de medição por coordenadas 3D)
– Amperímetros/Voltímetros (Grandezas Elétricas)



1 – Formação presencial/em sala (turma)


Avaliação contínua, através de indicadores como participação, interesse demonstrado, capacidade de aprendizagem. Provas e/ou trabalhos propostos pelo formador e realizados no decorrer da formação.


É emitido um Certificado de Frequência de Formação Profissional, aos formandos que frequentem 75% da carga horária total da ação.


 

Partilhar