Gestão e Fiscalização de Obras

240.00

Conclusão

Partilhar

Descrição


Idade Mínima: 0
Idade Máxima: 0
Situação:
Habilitações Mínimas:
Habilitações Específicas:


A formação tem como objectivo apoiar os formandos que pretendam desenvolver a actividade de Fiscalização de Obra.
Serão abordados diversos temas: Atribuições e Função da Fiscalização, Constituição da Equipa de Fiscalização, Contratação Pública, Planeamento, Controlo de Custos, Qualidade, Segurança e Ambiente, com a apresentação de uma caso real do trabalho de uma Equipa de Fiscalização em Obra.


1 – Introdução
– Âmbito da Fiscalização
– Constituição da Equipa de Fiscalização

2 – Procedimentos para Contratos
– Tipos de procedimentos
– Escolha do procedimento

3 – Atribuições da Fiscalização
– Direcção e Coordenação
– Informação Projecto e Controlo Administrativo
– Supervisão e Controlo da execução de obras
– Controlo de Qualidade
– Controlo da Segurança
– Acompanhamento Ambiental
– Controlo de Quantidades e Custos
– Controlo do Planeamento

4 – Disposições Regulamentares – Empreitadas de Obras Públicas (Dec– Lei 18/2008)
– Direitos e Obrigações das Partes
– Consignação da Obra
– Execução dos Trabalhos
– Suspensão dos Trabalhos
– Alterações/Modificações
– Subempreitadas
– Medições e Pagamentos
– Recepção da Obra
– Liquidação da Empreitada
– Incumprimento do Contrato
– Extinção do Contrato

5 – Documentos Contratuais
– Projecto
– Caderno de Encargos
– Mapa de Quantidades

6 – Documentos a elaborar pela fiscalização

7 – Verificações de destaque durante a realização da Obra
– Edifícios
– Escavações a céu aberto
– Abertura de valas
– Abastecimento de água
– Drenagens
– Localização de infra-estruturas

8 – Avaliação de conhecimentos



1 – Formação presencial/em sala (turma)


A avaliação, como processos sistemático, contínuo e integral deverá ocorrer em três momentos:
– Avaliação Inicial: Avaliação diagnóstica (permite identificar quais os conhecimentos e competências que os formandos possuem antes da formação)
– Avaliação contínua: Avaliação formativa e sumativa (determinar em que medida os objetivos pedagógicos foram alcançados pelo formando, permitindo a correção do processo de ensino-aprendizagem nos seus vários aspetos)
– Avaliação final: Avaliação sumativa (constitui a finalidade clássica da avaliação e assume uma relevância tanto maior, quando é certo ser ela a responsável pela tomada de decisões de vários níveis)

A avaliação final de cada formando, determina o grau de sucesso da aprendizagem confrontando-se os resultados obtidos na avaliação contínua com os objetivos operacionais definidos a priori.
Escala de Avaliação das Aprendizagens (0-100)


Formação Profissional Certificada (Outra Formação Contínua não inserida no CNQ)
A Certificação dos formandos será feita através da emissão de certificados de formação nos termos exigidos legalmente (Portaria 474/2012 de 08 de Julho) através da Plataforma SIGO.

Entidade Formadora Certificada pela DGERT: CONCLUSÃO – Estudos e Formação, Lda


 

Partilhar