Suplementos Alimentares na Prevenção e Tratamento de Doenças

180.00

Webstudy

Partilhar

Descrição

De acordo com o Decreto-Lei n.º 136/2003 de 28 de Junho, um regime alimentar adequado e variado, em circunstâncias normais, fornece a um ser humano todas as substâncias nutrientes necessárias nas quantidades estabelecidas e recomendadas por dados científicos ao seu bom desenvolvimento e à sua manutenção num bom estado de saúde. Todavia, esta situação ideal não está a ser alcançada em relação a todas as substâncias nutrientes nem a todos os grupos populacionais devido, designadamente, ao estilo de vida.
Os consumidores podem, no entanto, optar por complementar as quantidades ingeridas de algumas substâncias nutrientes através do consumo de suplementos alimentares. Por essa razão, tem-se verificado a existência de um número crescente de produtos comercializados como géneros alimentícios que constituem uma fonte concentrada de substâncias nutrientes, as quais são apresentadas como complemento aos nutrimentos ingeridos num regime alimentar normal.
Estes suplementos alimentares devem ser tomados com precaução pois, ao serem administrados, podem, como os medicamentos, causar efeitos adversos, ter contraindicações e apresentar interações com alimentos ou com outros medicamentos.
Assim, os profissionais de saúde têm um papel importante no aconselhamento sobre este tipo de produtos e devem, por isso, ter conhecimentos técnicos específicos nessa área para que assim, possam aconselhar corretamente todos os seus utentes.


Idade Mínima: 0
Idade Máxima: 0
Situação:
Habilitações Mínimas:
Habilitações Específicas:


Pretende-se que no final da formação, os formandos possuam conhecimentos para aconselharem de forma segura e eficaz os suplementos alimentares disponíveis no mercado.


Módulo I – Suplementos Alimentares: Conceitos e Definições Legais
Módulo II – Micro e Macronutrientes
Módulo III – Suplementos Alimentares Utilizados na Melhoria da Concentração e Memória
Módulo IV – Suplementos Alimentares na Menopausa e Equilíbrio Génito Urinário
Modulo V – Suplementos Alimentares para Prevenir Doenças Cardiovasculares
Módulo VI – Suplementos Alimentares no Bem-Estar Intestinal
Módulo VII – Prevenção e Tratamento de Astenia
Módulo VIII – Suplementos Alimentares para Perder Peso e Desportistas
Módulo IX – Suplementos Alimentares para prevenir Doenças do Ossos e Articulações
Módulo X – Suplementos Alimentares para prevenir Envelhecimento ou Melhorar a Saúde da Pele e do Cabelo
Módulo XI – Suplementos Alimentares utilizados no Stress, Depressão e Distúrbios do Sono
Modulo XII – Suplementos Alimentares para o Sistema Imunitário
Módulo XIII – Suplementos Alimentares para a Circulação Venosa



4 – Formação a distância – E-learning (individual)


A avaliação do processo de formação baseia-se em três vertentes: avaliação diagnóstica (aquando do início do curso), avaliação formativa/contínua (durante o curso) e a avaliação sumativa (no final de cada módulo e/ou do curso).
A classificação final no curso resultará da média ponderada, numa escala de 20 pontos ou percentual (0 a 100%), das classificações parcelares tendo em conta os seguintes critérios e ponderações:
TF (Média simples dos testes finais relativos a cada módulo do curso e/ou trabalho final): 80%.
PS (Participação e contribuição individuais nas sessões síncronas e fóruns de discussão): 10%.
AS (Assiduidade nas sessões síncronas): 10%.


Todos os formandos que atingirem os objetivos pedagógicos definidos para o curso que frequentaram, obterão um Certificado de Formação Profissional que será emitido através da Plataforma SIGO (GEPE – Ministério da Educação), tal como previsto na Portaria nº 474/2010, de 8 de Julho. O Certificado será, posteriormente, enviado pelos CTT – Correios de Portugal, num prazo máximo de 30 dias úteis, após lançamento da nota do curso na pauta de avaliação final.


 

Partilhar