Segurança no Manuseamento do Empilhador e Pontes Rolantes

0.00

Evoluir

REF: 16447 Categorias: ,
Partilhar

Descrição

O curso de Segurança no Manuseamento do Empilhador e Pontes Rolantes surge como resposta ao dever das empresas prestarem aos seus colaboradores e seus representantes para a segurança, higiene e saúde no trabalho formação adequada sobre os equipamentos de trabalho utilizados, conforme art.º 8º do Decreto-lei nº 50/2005 de 25 de Fevereiro, assim como no art.º 32º (ponto 1), onde consta que os equipamentos de trabalho automotores só podem ser conduzidos por trabalhadores devidamente habilitados.


Idade Mínima: 0
Idade Máxima: 0
Situação:
Habilitações Mínimas:
Habilitações Específicas:


Dotar os formandos de conhecimentos específicos para a utilização adequada e em segurança do Empilhador e Pontes Rolantes.


I. Segurança e Saúde no Trabalho
1.1. Enquadramento legal
1.2. Acidentes de trabalho
1.3. Atuação em caso de emergência
1.4. Classificação de perigos
1.5. Sinalética de segurança
1.6. Equipamentos de Proteção Individual – EPI’s

II. Segurança no Manuseamento do Empilhador
Segurança no manuseamento do Empilhador:
2.1. Definição e Caraterização
2.2. Tipos de Empilhadores
2.3. Riscos mais frequentes
2.4. Medidas de Prevenção
2.5. Regras de Segurança na manobra do Empilhador

III. Segurança no Manuseamento de Pontes Rolantes
Segurança no manuseamento de Pontes Rolantes:
3.1. Elementos constituintes
3.2. Movimentos fundamentais
3.3. Dispositivos de Segurança
3.4. Lingagem de Cargas
3.5. Arrumação de Cargas
3.6. Segurança na preparação e movimentação de cargas



1 – Formação presencial/em sala (turma)


AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA OU INICIAL
No início da formação será realizada uma avaliação de diagnóstico com o objetivo de aferir o nível de conhecimentos iniciais dos formandos sobre as temáticas do curso. A avaliação poderá ser feita através de uma prova escrita individual e/ou oral.

AVALIAÇÃO SUMATIVA OU FINAL
A avaliação das aprendizagens é realizada no final da ação, através de um teste de avaliação de conhecimentos, de caráter individual e incide sobre todas as temáticas abordadas durante a ação de formação.

ESCALA DE AVALIAÇÃO: 0 a 20 valores

APROVEITAMENTO:
– Classificação final igual ou superior a 10 valores;
– Assiduidade igual ou superior a 80% da carga horária da formação;
– Comportamento adequado
No caso destas condições não se verificarem cumulativamente será entregue uma Declaração de Frequência de Formação Profissional, título que comprova que o formando frequentou a ação de formação.


A frequência com aproveitamento confere ao formando o direito a receber um Certificado de Formação Profissional com uma nota final igual à classificação obtida na avaliação final da aprendizagem.


 

Partilhar