Formadores em Distribuição, Comercialização e Aplicação de Produtos Fitofarmacêuticos (FDCAPF)

250.00

Consultua

REF: 16992 Categorias: ,
Partilhar

Descrição

A ação integra-se nos termos dos artigos 6.º e 7.º da Portaria n.º 354/2013 de, 9 de dezembro, regulamento que estabelece os critérios específicos de ingresso dos formandos e de seleção dos formadores, as condições específicas de organização e as particulares para a realização das ações de formação, bem como as condições específicas para a realização da avaliação de aprendizagem dos cursos referidos, cujos programas e tabelas de formação em b-learning (estas, dos cursos das alíneas a) e c)), estão disponíveis no sítio da DGADR, em “formação profissional» Formação Específica setorial para técnicos”, no quadro da área temática “Distribuição, Venda e Aplicação de Produtos Fitofarmacêuticos”.


Idade Mínima: 0
Idade Máxima: 0
Situação:
Habilitações Mínimas:
Habilitações Específicas:


Capacitar os participantes com conhecimentos, competências e atitudes sobre a organização e supervisão da distribuição, comercialização e aplicação de produtos fitofarmacêuticos, de forma segura e de acordo com as boas práticas fitossanitárias, para atuarem como eventuais técnicos responsáveis ou como formadores.


BLOCO I – Princípios gerais de proteção das culturas
BLOCO II – Segurança na utilização de produtos fitofarmacêuticos, sistemas regulamentares e redução do risco
BLOCO III – Máquinas e técnicas de aplicação
BLOCO IV – Armazenamento de produtos fitofarmacêuticos, venda responsável e acidentes
Avaliação e encerramento



6 – Formação em B-learning (turma)


Avaliação de reação final – realizar no final da ação.
Avaliação formativa – efetuar nos diferentes módulos através de testes, trabalhos individuais ou em grupo.
Avaliação sumativa – realizar um teste escrito e prova prática que incida sobre todas as temáticas da ação.
As provas de avaliação de conhecimentos são realizadas pelo formador ou formadores, a quem compete conceber as provas e as grelhas de avaliação e de pontuação do grupo e de cada formando. A Avaliação de Conhecimentos é composta por duas provas de natureza sumativa, uma teórica e outra prática. A prova teórica consiste num teste escrito, incidindo sobre todas as temáticas do curso, devendo ter no mínimo dez perguntas. A prova prática, igualmente de natureza sumativa, é efetuada em grupo, sendo realizados dois trabalhos:
a) simular um caso prático em que dispondo de uma área adequada, uma cultura, um inimigo , produtos fitofarmacêuticos, uma trator e de máquinas de aplicação, realize corretamente as seguintes operações: Selecionar o produto a aplicar; Selecionar a máquina de aplicação adequada; Calcular as doses, concentrações e volumes de calda a aplicar; Calibrar, regular e operar corretamente o trator e a máquina de aplicação ou o equipamento manual; Aplicar o produto fitofarmacêutico de
forma segura para o aplicador, para os animais e plantas não visados, para o ambiente e para o consumidor;
b) Elaborar e apresentar um plano de gestão de um armazém e posto de venda de produtos fitofarmacêuticos que garanta as
condições de segurança e a venda responsável. As provas da Avaliação de Conhecimentos são realizadas pelo formador ou
formadores.


As provas são pontuadas de 0 a 20 valores.
Os formandos que demonstrem assiduidade na ação de formação e que obtenham a pontuação igual ou superior a 10 valores nas provas de avaliação teórica e/ou prática será atribuída a classificação final “Com aproveitamento”.

Confere Certificado de Qualificações, emitido pelo Sistema de Informação e Gestão da Oferta Educativa e Formativa (SIGO) do Ministério da Educação, conforme Portaria nº 474/2010, de 8 de Julho, com enquadramento legal no Sistema Nacional de Qualificações – Decreto-Lei nº 396/2007


 

Partilhar