83.Projecto de Instalação de ITED Habilitante

450.00

Forconsulting

REF: 13905 Categorias: ,
Partilhar

Descrição


Idade Mínima: 0
Idade Máxima: 0
Situação:
Habilitações Mínimas:
Habilitações Específicas:



1. Introdução
2. Enquadramento jurídico e normativo das ITED 2.1. Obrigações do projetista ITED
2.2. Enquadramento jurídico das ITED
2.3. Normalização Europeia
2.4. Arquitetura das ITED e classificação do tipo de edifícios
2.5. Tipos de projeto ITED: edifícios novos, construídos, classificados, adaptação a uma tecnologia
2.6. Regulamento dos Produtos de Construção (RPC)
3. Partes constituintes de uma rede ITED – Materiais, equipamentos (constituição e características)
3.1. Cabos de pares de cobre e respetiva conetorização
3.2. Cabos coaxiais e respetiva conetorização. Dispositivos de redes coaxiais
3.3. Cabos de fibra ótica e respetiva conetorização
3.4. Tubagem da rede coletiva e individual
4. Classificações ambientais – Regras MICE
4.1. Caraterização do local de instalação
4.2. Escolha dos materiais adequados ao local
5. Dimensionamento das redes de cabos e tubagem
5.1. Regras gerais de projeto ITED
– 5.2. Rede coletiva e individual de pares de cobre – dimensionamento – Transmissão digital em pares de cobre – princípios e constrangimentos
– – Elementos passivos e ativos de uma instalação xTP
– – Tipos e unidades de medida. Ensaios para cabos xTP
– – Particularidades de redes residenciais e de redes empresariais. Exemplos práticos
– 5.3. Rede coletiva (CATV, MATV e SMATV) e individual de cabos coaxiais – dimensionamento – Sinal de TV, espectro de RF e unidades de medida
– – Tecnologias de difusão digital – DVB-T, DVB-S e DVB-C
– – Sistemas de CATV. Sistemas do tipo A (MATV – Radiodifusão Terrestre). Televisão Digital Terrestre
– – Sistemas do tipo B (SMATV – Radiodifusão Satélite). Televisão Digital Terrestre
– – Sistemas individuais e coletivos de antenas. Amplificação e processamento
– – Tipos de ensaios para cabos coaxiais
– 5.4. Rede coletiva e individual de FO – dimensionamento – Princípios de transmissão em FO
– – Características dos diferentes componentes utilizados em sistemas de comunicação ótica (fontes de luz, divisores óticos, acopladores e conectores)
– – Principais tecnologias de comunicação ótica em redes de acesso do tipo FTTx
– ??Projeto de redes de acesso em FO
– – Testes e ensaios em sistemas de comunicação ótica
– – Adaptação de edifícios já existente à FO
– 5.5. Dimensionamento de redes de S/MATV suportado em rede HFC – Princípio de funcionamento de redes HFC
– – Dimensionamento de redes HFC
– 5.6. Rede coletiva e individual de tubagens -dimensionamento
5.7. Edifícios de dois ou mais fogos com entradas independentes
– 5.8. Ligações à rede pública. Condutas de acesso em zonas de traçado aéreo e em fachada
– 5.9. Proteções e ligações de terra
6. Desenvolvimento do projeto ITED
– 6.1. Elaboração de memória descritiva e justificativa
– 6.2. Execução de lista de materiais, plano de trabalhos e orçamento
– 6.3. Elaboração e preenchimento de documentação técnica para projeto ITED e termo de responsabilidade
– 6.4. Tramitação do projeto – requisitos legais para a constituição de um projeto ITED
6. Caso prático – Elaboração de um projeto ITED de uma moradia [Trabalho Autónomo]
7. Caso prático – Elaboração de um projeto ITED de um edifício misto, com 2 ou mais fogos [Trabalho Autónomo]
8. Instalação
– 8.1. Dispositivos (armários, caixas, conectores, etc)
– 8.2. Rede de tubagem
– 8.3. Rede de cabos e repartidores
– 8.4. Documentação obrigatória
– 8.5. Segurança e saúde
– 9.1. Realização de ensaios em redes de PC, CC e FO em laboratório
9. Ensaios em PC, CC e FO
10. Procedimento de A



6 – Formação em B-learning (turma)




 

Partilhar