10759 – Teletrabalho

0.00

Segmaz

REF: 15398 Categorias: ,
Partilhar

Descrição


Idade Mínima: 0
Idade Máxima: 0
Situação:
Habilitações Mínimas:
Habilitações Específicas:


Reconhecer o enquadramento legal, as modalidades de teletrabalho e o seu impacto para a organização e trabalhadores/as.
Identificar o perfil e papel do/a teletrabalhador/a no contexto dos novos desafios laborais e ocupacionais e das políticas organizacionais.
Identificar e selecionar ferramentas e plataformas tecnológicas de apoio ao trabalho remoto.
Adaptar o ambiente de trabalho remoto ao regime de trabalho à distância e implementar estratégias de comunicação, produtividade, motivação e de confiança em ambiente colaborativo.
Aplicar as normas de segurança, confidencialidade e proteção de dados organizacionais nos processos de comunicação e informação em regime de teletrabalho.
Planear e organizar o dia de trabalho em regime de teletrabalho, assegurando a conciliação da vida profissional com a vida pessoal e familiar.


Teletrabalho
– Conceito e caracterização em contexto tradicional e em cenários de exceção
– Enquadramento legal, regime, modalidades e negociação
– Deveres e direitos dos/as empregadores/as e teletrabalhadores
– Vantagens e desafios para os/as teletrabalhadores e para a sociedade

Competências do/a teletrabalhador/a
– Competências comportamentais e atitudinais – capacidade de adaptação à mudança e ao novo ambiente de trabalho, automotivação, autodisciplina, capacidade de inter-relacionamento e socialização a distância, valorização do compromisso e adesão ao regime de teletrabalho
– Competências técnicas – utilização de tecnologias e ferramentas digitais, gestão do tempo, gestão por objetivos, ferramentas colaborativas, capacitação e literacia digital

Pessoas, produtividade e bem-estar em contexto de teletrabalho
Gestão da confiança
– Promoção dos valores organizacionais e valorização de uma missão coletiva
– Acompanhamento permanente e reforço de canais de comunicação (abertos e transparentes)
– Partilha de planos organizacionais de ajustamento e distribuição do trabalho e disseminação de boas práticas
– Identificação de sinais de alerta e gestão dos riscos psicossociais
– Gestão da distância
– Sensibilização, capacitação e promoção da segurança e saúde no trabalho
– Reorganização dos locais e horários de trabalho
– Equipamentos, ferramentas, programas e aplicações informáticas e ambientes virtuais (trabalho colaborativo)
– Motivação e feedback
– Cumprimento dos tempos de trabalho (disponibilidade contratualizada)
– Reconhecimento das exigências e dificuldades associadas ao trabalho remoto
– Gestão da eventual sobreposição do trabalho à vida pessoal
– Controlo e proteção de dados pessoais
– Confidencialidade e segurança da informação e da comunicação
– Assistência técnica remota
– Gestão da informação, reuniões e eventos (à distância e/ou presenciais)
– Formação e desenvolvimento de novas competências
– Transformação digital – novas formas de trabalho
– Desempenho profissional em regime de teletrabalho
– Organização do trabalho
– Ambiente de trabalho – iluminação, temperatura, ruído
– Espaço de e para o teletrabalho
– Mobiliário e equipamentos informáticos – condições ergonómicas adaptadas ao novo contexto de trabalho
– Pausas programadas
– Riscos profissionais e psicossociais
– Salubridade laboral, ocupacional, individual, psíquica e social
– Avaliação e controlo de riscos
– Acidentes de trabalho
– Gestão do isolamento



3 – Formação a distância – E-learning (turma)




 

Partilhar